OAB-Gravataí vacinou mais de 200 advogados ontem contra a gripe

0

A Ordem dos Advogados de Gravataí realizou nesta segunda-feira (30), sua campanha anual de vacinação contra a gripe. Em formato de “drive-thru”, todas as 220 doses disponibilizadas foram aplicadas durante a tarde, em frente à sede da subseção na rua Angelino Loranzi. Estava previsto uma segunda rodada de vacinação na manhã de ontem, mas foi cancelada devido a grande procura no primeiro dia. Todo o processo de vacinação durou cerca de duas, propiciando que nenhuma família tivesse que ficar mais do que 15 minutos aguardando.

A campanha deste ano bateu um recorde de participação também, ao vacinar 220 associados e dependentes. Ano passado a direção local havia encomendado 150 doses e aplicou 121, o restante foi remanejado para clínicas da cidade.

A campanha de vacinação da OAB é fruto de uma parceria entre as subseções e a Caixa de Assistência dos Advogados, entidade responsável pelos serviços de saúde dos advogados. Todo mês de novembro as direções municipais devem encomendar suas doces da trivalente com base no seu número de associados e em perspectivas. “Nós não fazíamos ideia, em novembro, que enfretaríamos uma pandemia nos meses seguintes. Gravataí foi pioneira na imunização de seus advogados. As dose foram disponibilizadas no dia 30 e nós aplicamos no mesmo dia”, afirmou o presidente Deivit Dimitrios, um dos responsáveis pela campanha que durou menos de 48h.

Em um momento em que a escassez de vacinas atinge até mesmo clínicas particulares, que viram a grande procura por imunização provocar o esvaziamento de seus estoques, a Ordem dos Advogados de Gravataí demonstrou zelo por sua categoria. “É momento de solidariedade, nós precisamos cuidar do nosso povo. Agora mais do que nunca, devemos ser solidários para enfrentar o coronavírus. A direção, seus colaboradores e os voluntários deram um enorme exemplo de solidariedade. Creio que nossos colegas advogados ficaram comovidos e reconheceram o esforço de nós estarmos cuidado da saúde deles e dos seus”, finalizou o presidente Deivit.

A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2), mas não protege do novo coronavírus da COVID-19. Pedimos que todos continuem seguindo as recomendações das autoridades de saúde e sanitárias para manter o isolamento social neste período de alto índice de contágio.

Comentários