Hospital de campanha de Cachoeirinha já está funcionando

0

O prefeito de Cachoeirinha, Miki Breier, e o secretário de Saúde, Dyego Matielo, anunciaram que o hospital de campanha, montado no Ginásio Municipal, está pronto e começa a funcionar a partir desta segunda-feira, 27 de abril. “No último sábado, tivemos um treinamento intensivo com as equipes que atuarão na estrutura do hospital de campanha, sobre como funcionará o atendimento aos pacientes”, relata Matielo.


    A partir do dia 1º de maio, o Rio Grande do Sul deve entrar em um modelo de distanciamento controlado, criado pelo Governo do Estado, que considera o número de casos confirmados de Covid-19 e a capacidade do sistema de saúde de atender pacientes graves. O objetivo é evitar que os hospitais tenham sobrecarga de atendimento, além de retomar aos poucos a abertura dos setores da economia, considerando a natureza de cada atividade, a sua relevância econômica e os riscos de transmissão do coronavírus.


    O último levantamento demonstra que são 1.228 casos de Covid-19 no Estado e 42 óbitos. Cachoeirinha está com 13 casos confirmados, sendo seis já recuperados. “Temos a convicção de dizer que nós tínhamos que nos preparar para o momento que está por vir. O Decreto Estadual estabelece uma relação entre o número de habitantes e a capacidade de leitos disponíveis na cidade, cujo parâmetro é de 2,5 leitos para cada 10 mil pessoas. Portanto, Cachoeirinha precisaria ter 28 leitos, e nós temos 60 agora com o hospital de campanha”, aponta Miki.


    Conforme o secretário de Saúde, o fato de Cachoeirinha ter à disposição um hospital de campanha possibilita que o município retorne à normalidade o quanto antes, flexibilizando a abertura dos estabelecimentos comerciais e de serviços que ainda estão fechados. “Nós estamos colocando mais leitos no nosso sistema de saúde, o que vai contribuir para essa abertura gradual”, afirma o titular da pasta.

Comentários