Comércio de Gravataí seguirá parado até o fim do mês

0
Foto: Douglas Glier Schütz

Considerando o Decreto 55.184 de 15 de abril, do governador do Estado, Eduardo Leite, o prefeito Marco Alba anunciará nesta sexta-feira, 17, que Gravataí, seguindo orientação jurídica e indicação técnica sanitária, irá se adequar ao decreto do governo estadual, que prorrogou o fechamento das atividades comerciais até o dia 30 de abril nos Municípios da Região Metropolitana da Grande Porto Alegre.

No final da tarde desta quinta-feira, a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal), entidade que reúne 16 prefeituras, emitiu nota apoiando a manutenção das restrições. “Vamos nos alinhar ao novo decreto do Governador, que estende até o dia 30 de abril o fechamento do comércio e serviços. Entendemos que o isolamento social tem sido importante e foi o que nos ajudou a conter a curva de contaminação”, afirmou a presidente da Granpal e prefeita de Nova Santa Rita, Margarete Simon Ferretti.


O prefeito já havia anunciado na terça-feira, 14, que as proibições de funcionamento do comércio e serviços seguiriam até o próximo dia 21 e que a possível retomada dessas atividades dependeria de um esforço conjunto de toda a sociedade, com respeito às recomendações de distanciamento social. “A gradual retomada da produção econômica, que terá de se dar de forma criteriosa, não colide com a manutenção dos cuidados de prevenção à doença”, reiterou o prefeito. “Estamos definindo estratégias de abordagem à população, a partir da próxima semana, para reforçar a necessidade dos cuidados recomendados pelas autoridades médicas.”


Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Gravataí tem 150 notificações, sendo 14 casos confirmados, 125 descartados e 11 em análise. O caso mais recente foi confirmado na noite de quarta-feira, 15. Trata-se de uma mulher de 44 anos, moradora de Gravataí, mas profissional da área da saúde de Porto Alegre. As três mortes, de homens de 74, 77 e 84, foram descartadas como coronavírus. A Prefeitura, por meio da SMS, segue trabalhando na instalação de um hospital de campanha junto ao Hospital Dom João Becker, com dez leitos de UTI, e outro no PAM 24 Horas, destinado exclusivamente ao atendimento de pacientes suspeitos de Covid-19.

Comentários