Sogil renova frota com 17 ônibus novos

0
Andreo Fischer

Andreo Fischer

Pensando no bem-estar dos passageiros, a Sogil vai colocar na rua 17 ônibus 0KM. Serão três mídis, que faz o transporte seletivo municipal, oito veículos comuns para o municipal comum e seis para o serviço intermunicipal. As novidades ficam por conta da acessibilidade para cadeirantes nas mídis, além de tomadas USB para recarregar o celular. Essas tomadas, aliás, também estão disponíveis nos ônibus municipais e intermunicipais comuns. As micros tem 41 lugares e todos os ônibus tem o motor Euro 5, que diminui a poluição do ar. Segundo Rodrigo Machado, gerente de manutenção da empresa, o investimento foi de R$ 8 milhões, recursos de financiamento do BNDES.

Comunicação Sogil

Os novos veículos vão aposentar os mais antigos da frota. Fabiano Rocha, um dos diretores da Sogil diz que a empresa investe alto em tempos de viagens através de aplicativos. O vice-prefeito e secretário de mobilidade urbana, Áureo Tedesco trabalha “firme e forte” e citou as obras das pontes do parque como uma obra necessária para a fluidez do trânsito e diz que a prefeitura é sempre parceira da mobilidade urbana.

Acessibilidade nos ônibus Midi / Andreo Fischer
Andreo Fischer

O prefeito Marco Alba salientou o uso do aplicativo TimeBus, que segundo ele, é a primeira cidade do Estado a adotar a tecnologia de rastreio dos ônibus. Também critica que a imprensa estadual só procura defeitos da região metropolitana. Cita que a empresa é transparente com contratos e tarifas da Sogil e finaliza dizendo que a atual gestão herdou mais de R$ 250 milhões de dívidas de gestões anteriores, sendo R$ 15 milhões da antiga CDG, e que a cidade poderia fechar o ano com R$ 1,3 bilhão de receita, mas que conta com R$ 900 milhões.

Sérgio Tadeu Pereira, proprietário da Sogil, diz que “Isso é um trabalho feito pelos colaboradores que conseguiram alternativas financeiras para poder fazer a renovação. Isso foi adaptação que nós fizemos ao decorrer de 5 anos, reduzindo frota, reduzindo pessoal para que a gente pudesse fazer uma renovação.”

Leticia Pereira, filha do empresário Sérgio Pereira

Ana Cristina Pastro Pereira, diretora de DRH da empresa, comenta que a população precisa se conscientizar sobre a retirada dos cobradores. Segundo ela, a retirada dos profissionais se dá em linhas de menor procura e que o motorista que está cobrando ganha 10% a mais no seu salário. A redução é só nos horários de menor movimento. Os cobradores podem ser promovidos a motorista.

A previsão para outra renovação ficaria para o segundo semestre do ano que vem.

Comentários