Saiba qual unidade de saúde é indicada para cada atendimento

0
Imagem: Arquivo/PMG

Saúde Básica e Saúde da Família

Os bairros possuem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Unidades de Saúde da Família (USF) que prestam serviços básicos aos moradores da sua região. Nestes locais são realizados vacinação, curativo, troca de sondas, retiradas de pontos e verificação de sinais vitais. Além disso, o serviço disponibiliza testes rápidos para gravidez, HIV, Sífilis e Hepatites B e C e ainda para os recém-nascidos, o Teste do Pezinho.

Também são nas unidades de saúde que ocorrem as consultas médicas, de enfermagem e odontológicas, incluindo acompanhamento de pré-natal; acompanhamento regular de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, administração de medicamentos, e a realização de grupos educativos de saúde mental, tabagismo e nutrição. As USFs ainda possuem o serviço de visita domiciliar, por meio das equipes de estratégia de saúde da família.

Urgência e Emergência

A Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) é uma das referências em saúde no município, realizando em média 7 mil atendimentos por mês. Na unidade estão concentrados os serviços de urgência e emergência, atendendo casos como intoxicação, infarto, derrame e crises convulsivas, ou ainda que apresentem sintomas como febre alta, dores no peito, falta de ar intensa, vômitos constates e cólicas renais.

“A UPA também dá apoio aos postos da atenção básica à noite, finais de semana e feriados quando realiza curativos especiais, troca de sondas e aplicação de medicações especiais. Desde a sua inauguração em 2017 a unidade já registrou mais de 190 mil atendimentos”, afirmou o coordenador da divisão de urgência e emergência, enfermeiro Leonardo Machado.

O Pronto Atendimento Municipal 24 horas (PAM) é mais uma unidade de referência em Gravataí na área de urgência e emergência. A unidade possui médicos clínico-gerais para atendimentos nas áreas como traumatologia, odontologia, psiquiatria e pediatria, em casos de urgência e emergência. Além disso, há médico cirurgião para casos de menor complexidade e atendimento em casos de violência sexual.

 A coordenadora do PAM Paola Almeida reforça o trabalho feito para vítimas de violência sexual. “Aqui temos uma equipe multiprofissional que atende no Centro Referência os casos de violência sexual, contando com psicólogo, assistente social, médico, enfermeiro e técnico de enfermagem, onde são realizados testes rápidos para HIV, Sífilis, Hepatite B e C.”

Comentários