O homem que é a salvação dos desempregados

0
Kaká D'Avila no Centro de Porto Alegre/divulgação

Andreo Fischer

Hoje vamos falar de uma pessoa excepcional. Ele dedica horas de sua vida para ajudar desempregados e pessoas que passam por necessidades. Kaká D’Avila, residente em Porto Alegre, vai para as ruas para dar dicas de entrevista de emprego e até dá consultoria e imprime currículos para aqueles que não podem pagar pelo serviço. Também mantém um grupo de WhatsApp onde diariamente são compartilhadas vagas de trabalho, ajudando assim aqueles que estão buscando uma recolocação no mercado de trabalho.

Ele também criou a geladeira do desempregado, que consiste em doar roupas, alimentos e dicas para se sair bem nas entrevistas.  Kaká também vai à periferia e dá presentes como brinquedos para a gurizada filhos de pais que não tem condições financeiras de fazer a garotada um pouco mais feliz.

Uma das atitudes dele que chamam a atenção, é que ele recebe os currículos dos desempregados e ele mesmo sai nas empresas para distribui-los. Já houve até contratação por meio desta ação e agradecimentos de quem mais precisava. Dono de uma página com 40 mil curtidas, Kaká mal consegue responder todas as mensagens de WhatsApp, vindas de pessoas que estão passando por algum tipo de necessidade, como falta de emprego e de alimentos , por exemplo.

Confira a entrevista completa com ele

Quem é o Kaká D’Ávila?

Um ser humano como qualquer outro.

Por que ajudar desempregados especificamente?

Pelo o fato de já ter sentido na pele a dor do desemprego, a angústia de não ter o que comer, uma dor que não desejo a ninguém. Emprego é vida, dignidade e por isso esse é meu foco. 

Tens uma legião de 40 mil curtidas no Facebook. A quanto tempo você vem desenvolvendo este trabalho e o que você ganha com isso.

Acabou de completar 42 mil seguidores.Eu não tinha página no Facebook, então resolvi criar uma e em menos de 7 meses está com esse número de seguidores. Gratidão!

Você criou a geladeira do desempregado, onde é possível acessar vagas de emprego, roupas, comida, dentre outros. Quem te deu essa ideia? A geladeira não é alvo de vandalismo?

A ideia da GELADEIRA DO DESEMPREGADO partiu de mim, quando um certo momento abri a minha geladeira de casa e vi que estava cheia, então primeiro agradeci a Deus e logo me veio a ideia de criar uma geladeira cheia de opcionais para quem está em busca de emprego. São ideias que as vezes surgem “do nada”. Até hoje a geladeira não sofreu nenhum tipo de vandalismo, pelo contrário, as pessoas param, tiram fotos… É muito legal!

O pessoal da imprensa te procura muito? Sim, bastante.

 Infelizmente não consigo dar a devida atenção a todos. Perdão!

Você seria um bom profissional de RH?

Acredito que o mais “humano” possível. 

Tens tua filha como porto seguro. Ela quer ser como você quando ficar mais velha?

 Minha filha é minha vida, minha maior motivação. Ela está comigo em todas as ações que faço. Não espero que ela seja exatamente como eu, mas sim, um ser humano melhor no mundo.

Falando em filha, além de ajudar os desempregados você leva presentes para crianças carentes na periferia. É gratificante?

Sim, levo doações de alimentos, roupas, brinquedos para comunidades carentes. É muito gratificante! Eu venho de lá, não me envergonho! Jamais vou abandonar minhas raízes.

Quanto a sua árvore de empregos, como ela funciona?

A árvore de empregos criei para o Natal, pois era um pinheiro, onde ao invés de bolinhas de natal, coloquei diversas vagas de emprego espalhadas por todo a árvore. E também no lugar do presépio coloquei alimentos não perecíveis. A árvore ficou por um bom tempo na rua e pode ajudar muitas pessoas no Natal.

Em outubro de 2019 você recebeu de volta uma quantia em dinheiro de uma pessoa que você ajudou. Isso te surpreende?

Se pensarmos no mundo egoísta e ingrato em que vivemos, sim, me surpreende. Porém, penso que esta é uma atitude que deveria ser normal. 

Seu grupo de WhatsApp tem quantos integrantes? Já houve contratação por ali?

Tenho mais de 30 grupos de emprego no whatsapp e todos lotados. Só pelos grupos de empregos do whatsapp já foram mais de 6 mil pessoas contratadas. 

Pretende concorrer a cargo público?

Não tenho intenção. Mas sei quanto a política é importante, se eu me achar futuramente preparado, quem sabe.

Kaká, deixe um recado para os desempregados e uma dica de ouro para quem quer emprego em tempos tão difíceis.

 Percam tudo, menos a fé! Levante a cabeça! Você “ESTÁ” desempregado e isso não dura para sempre, continue na busca que uma hora tudo muda. Hoje em dia é preciso estar muito bem preparado, ter uma estratégia, se autoconhecer, ter um bom currículo, etc… Nossos processos seletivos ainda são muito preconceituosos, mas avalie bem suas atitudes, se coloque no lugar das pessoas que vão te entrevistar, procure entender o que eles querem… Assim você consegue observar no que pode melhorar e em cada entrevista estará mais maduro e preparado.

O contato de Kaká é 51 998697027

Comentários