No ranking nacional, Gravataí teve queda nos índices de incidência de HIV

0
Foto: Reprodução/MS

Dezembro foi marcado por diversas ações que tiveram como objetivo informar os brasileiros sobre medidas de prevenção e assistência ao vírus HIV, Aids e IST’s (infecções sexualmente transmissíveis). O Dezembro Vermelho foi criado a partir da Lei 13.504, sancionada em 2017 e remete ao Dia Mundial Contra a Aids, celebrado em todo mundo desde 1988 no dia 1° do mês.

Mesmo com o término da campanha, a população deve seguir atenta com os cuidados através da utilização da camisinha, ainda considerado o melhor método para prevenir IST’s. Segundo estimativa do Ministério da Saúde, no Brasil, cerca de 135 mil pessoas possuem o HIV e não sabem, o que serve de alerta quando o assunto é a importância dos testes rápidos para diagnóstico do vírus. Vale relembrar que, mesmo sem sinais e sintomas, uma pessoa pode ter e transmitir infecções.

A Prefeitura Municipal de Gravataí, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), disponibiliza o Serviço de Assistência Especializado (SAE) a todos os que possuem IST, HIV/Aids, tuberculose e hepatites virais. No local, são realizados testes rápidos para diagnóstico, feitos na hora e, caso o resultado seja positivo, o paciente é encaminhado para acompanhamento médico.

O Rio Grande do Sul é o terceiro estado com mais casos de Aids no país e lidera os números de morte pela doença. Entretanto, houve queda nos índices da doença em Gravataí, que em 2018 era o 48° município no ranking nacional e que em 2019 ficou na 53° posição, de acordo com o Boletim epidemiológico HIV/Aids . Segundo Tatiane Silva, coordenadora do SAE, “a melhora no ranking é reflexo da política de prevenção e assistência que a gestão municipal vem apoiando e implementando aos usuários”.

No mês passado, o SAE realizou atividades especiais, incluindo uma comemoração aos 20 anos de atendimento às pessoas vivendo com HIV no município e o VIII Seminário Municipal de Assistência e Prevenção em IST/HIV-Aids para os profissionais de Gravataí. O seminário teve a temática da prevenção combinada (estratégia que faz uso simultâneo de diferentes abordagens para responder as necessidades individuais de prevenção da transmissão do HIV). Além dessas ações, o serviço também realizou testagens nas duas últimas edições do “Prefeitura Perto de Você”, com mais de 400 testes realizados.

Para Tatiane Silva, uma importante questão é a descentralização do diagnóstico do HIV para a atenção básica, que iniciou em 2012 e que, neste ano, teve 84% dos testes rápidos do HIV realizados nas Unidades Básicas de Saúde ou nas Unidades de Saúde da família. “Isso proporciona um melhor acesso da população para o diagnóstico do HIV, sendo que são realizados próximos a sua residência”, ressaltou.

A coordenadora também alertou sobre a importância da realização dos testes rápidos. “Os testes são fundamentais para quem tem vida sexual ativa e, principalmente, para quem teve relação sem uso de preservativo ou em casos que esse tenha se rompido. Se cedo realizado o diagnóstico, o início de tratamento é imediato, melhorando a qualidade de vida da pessoa vivendo com HIV”.

SAE Gravataí

O SAE de Gravataí é composto por uma equipe de 33 profissionais de diversas áreas da saúde, incluindo médicos, enfermeiro, assistente social, psicólogo, entre outros.

Os atendimentos ocorrem das 8h às 18h, e a coleta de material para exame a partir das 7h. Contato: (51) 3600-7780

Comentários