Estudante gravataiense expõe em feira sobre abuso sexual infantil

0
Andreo Fischer

Andreo Fischer

Gabriela* (nome fictício em razão da lei do ECA) foi abusada sexualmente por alguém que a considerava como avô. O padrasto da mãe dela abusou a garota hoje com doze anos, dos seis aos onze. A mãe conta que não sabia de nada, já que trabalhava a noite e os abusos aconteciam nesse período. Gabriela* disse que sempre o “avô” colocava a mão dentro de sua calça com o intuito de molestá-la. A estudante resolveu tomar coragem e contar sobre os abusos para sua mãe em certo dia. A mãe da jovem conta que entrou com um processo contra o homem em dezembro do ano passado, mas o último movimento aconteceu há dois meses. Caso o processo fosse adiante, o juiz aplicaria uma medida de proteção onde o homem não poderia aproximar-se da mãe e dos seus dois filhos. O abusador ainda chama as duas de “loucas” e também entrou com um processo contra a mãe de Gabriela* por calúnia e difamação.

A estudante apresentou um projeto sobre tipos de violência sofrida por mulheres, na Feira do Conhecimento da escola Antonio Aires de Almeida, na parada 103.

Como foi o abuso sofrido por ti?

Eu ficava na casa dele, minha mãe trabalhava de noite. Eu tinha que dormir na casa do meu vô e da minha vó. Eles dormiam juntos. Meu vô colocava um colchão do lado da cama dele para eu dormir. Daí ele colocava a mão por dentro da minha calça.

Como você reagiu a esse abuso?

Ele falava para eu não contar para minha mãe, porque ele poderia fazer alguma coisa contra ela.

Por que você não chegou a contar isso para tua mãe antes?

Não contei antes por medo que ela fizesse alguma coisa contra o meu avô. Ele também dizia para eu não contar nada para ninguém.

Qual a reação da tua mãe quando descobriu isso?

Ela ficou surpresa. No momento ela não acreditou.

A mãe de Gabriela* disse que a menina tinha receio de apresentar na feira da escola o projeto sobre abuso sexual por receio de não ter público interessado no assunto. Além disso, ela apresentou projetos de outros tipos de violência, como física e verbal.

Até o momento o homem acusado de abuso pela família está em liberdade.

Comentários