Cães do centro são adotados por loja e recebem cuidados especiais

0
Andreo Fischer

Andreo Fischer

Quem passa pelo centro mais especificamente próximo ao hospital, vê três cães sendo cuidados pela Casa Soares, uma loja especializada em calçados. Alemão, que é o maior, costuma ser carinhoso, mas na data em que essa reportagem foi feita, ele estava com uma lesão no corpo e por isso ele foi arisco com o repórter. Bravo mesmo é o Zoreia, que nem sempre aceita um carinho. Já a Preta é muito mansinha e quase não dá trabalho.

Gislaine Soares é dona da loja de calçados há 30 anos e sempre gostou de bicho “desde sempre”. Ela conta que gasta “horrores” com clínica veterinária, além de bancar ração para os pets no comércio. E garante: quem não gosta dos animais, acaba nem entrando na loja. O marido Fábio Henrique salienta com junto com Gislaine que os cães ganham café da manhã, almoço e janta. Pastel de manhã, marmita (isso mesmo, marmita) ao meio dia e ração à noite. Havia perto da cama dos bichos um fardo com latas de Pedigree e Fábio diz que vai dando elas ao longo do dia. Para a maior comodidade dos cachorros, eles contam com um pote de ração e água em frente à loja enquanto eles estiverem na rua.

Mas não são só os três cães: o casal de empreendedores aluga uma casa com colchão e tudo para os outros animais ficarem. São em torno de 10 a 12 cachorros cuidados pelos dois e mais a equipe de quatro vendedores da Casa Soares. Confira uma entrevista com a proprietária.

De onde vieram os cães e porque a loja adotou eles?

Da rua. Eles aparecem na frente da loja e a gente adotou. Eu gosto deles. Eles não são diferentes dos seres humanos, eles sentem fome e frio também.

Não tem problemas com as fiscalizações?

Já deu, agora está tudo tranquilo. Tivemos que nos adaptar, mandar para a clinica à noite. No outro dia eles voltam de manhã.

Por que você gosta de cachorro e tem eles aqui dentro?

É um lugar que eu passo o dia, eu moro em apartamento e aqui eles ficam protegidos. São três cães e todos gostamos deles, inclusive os clientes.

Eles dão muito trabalho? Os clientes ficam incomodados?

Não, trabalho nenhum. Quem não gosta de cachorro já nem vem aqui na loja. Os que vem é porque gostam.

Quantos quilos de ração eles comem por dia?

Tem ração o dia todo, mas não tenho nem noção.

Eles são vacinados?

São. Até porque nem iria para a clinica se não fosse vacinado, não ficaria com eles de noite se não tivesse as vacinas.

Hoje podemos dizer que eles são os mascotes da loja?

Isso. Da loja e da rua. Eles não ficam só aqui dentro também, eles vão para a praça, lojas… Eles vão e voltam sozinhos.

Sobre a Casa Soares

A loja tem mais de 55 anos de história e Gislaine está no comando há pelo menos 30. Seu pai tem os 55 anos de loja (próximo a Vivo, no centro) e veio da geração da avó, que vendia os calçados em casa.

O casal de proprietários, Gislaine e Fábio.
Comentários