Breno Garcia: centenas de pessoas assinam os contratos e podem se mudar em breve

0
Letícia Vargas

Nesta quinta-feira, 26, centenas de pessoas assinaram seus contratos com a Caixa Econômica Federal (CEF) e se tornaram proprietárias de fato das suas casas próprias no Residencial Breno Garcia. Este foi o segundo dia de assinaturas e de recebimento de informações sobre as tão sonhadas mudanças. Toda a política habitacional realizada para 2.025 famílias que já estão ou morarão no loteamento foi coordenada pela Prefeitura de Gravataí por meio da Secretaria Municipal de Habitação, Saneamento e Projetos Especiais (SMHSPE).O prefeito Marco Alba participou da ação durante a manhã. “Vocês estão em um momento extremamente importante. Essa, na verdade, é a última etapa. Depois daqui é só entrar na casa.Por isso, hoje aqui, estamos celebrando a vitória de vocês, que são os grandes vitoriosos do esforço da Caixa e da Prefeitura.”Ele lembrou que no início do processo ninguém acreditava que alguém iria morar naquelas casas. “Mas estamos, desde o início fazendo todo este processo da forma mais correta e vai dar certo, pois temos todo o respeito, carinho e amor a nossa comunidade.

“Marco Alba lembrou que desde a primeira fase, entregue no início deste ano para o que foi chamado de demanda fechada (moradores retirados de áreas de risco) o empreendimento “já tem asfalto, esgoto, escola, posto de saúde e linha de ônibus, já tem tudo”. “Este é um modelo diferente, não é favor, gentileza ou agrado, é respeito.””Vim até aqui para puxar o ânimo pra cima. Hoje é dia de celebrar a vitória de vocês que, a partir de agora terão a casa, o pátio, o cantinho, sem dever obrigação pra ninguém. O Breno é uma demonstração de que é possível mudar radicalmente o modelo de política habitacional da nossa cidade. Este vai dar certo porque foi feito de forma correta e a prefeitura estará presente a partir da ida de vocês pra lá para garantir que tudo fique bem”, disse o prefeito. 

Já a titular da SMHSPE Luciane Ferreira sanou todas as dúvidas dos presentes e explicou as regras para a mudança, que deverá ocorrer em outubro.

Um sonho que se torna real

Elsa Fermino, 55 anos, chamou a atenção na primeira fila por estar chorando. Emocionada, ela afirma que no início não acreditava que este dia de assinar o contrato da casa própria chegaria. “Mais de 50 anos sem ter onde morar, morando de favor, e agora poderei dizer que essa é a minha casa. Isso não tem preço. Só quem sente é que sabe.”Atualmente, ela mora de favor com uma irmã. “Na minha casa serão as minhas regras. A casa é linda, perfeita, não precisa fazer nada. É um sonho.Terei uma vida nova”, disse Elsa lembrando que o número 73 da residência, não sai da sua cabeça. “Desde o dia que fui lá no Breno, esse é o número mais importante da minha vida. Estou realmente muito feliz.”

Comentários