Aberta oficialmente a Semana Farroupilha de Gravataí

0
DCS PMG

“Gaúcho é um estado de espírito, não é um nascer, é querer ser!” A frase de Paixão Côrtes, homenageado dos festejos Farroupilha este ano, traduz o sentimento vivido no último sábado, 14, na abertura da Semana Farroupilha de Gravataí. Na oportunidade, cavalarianos conduziram a Chama Farroupilha, que estava há uma semana na Praça da Bíblia, até o CTG Aldeia dos Anjos. No local foram recebidos pelo prefeito Marco Alba, o patrão do Aldeia Joelso Silva, a secretária Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Fernanda Fraga e demais autoridades. Na oportunidade, a dezena de cavaleiros que buscaram a chama na cidade de Tenente Portela também foram homenageados.
O prefeito Marco Alba ressaltou a importância de cultivar e celebrar os valores. “Que este movimento feito através de renúncias e muito trabalho dos tradicionalistas sirva para que o futuro seja construído com a garra e o amor do povo gaúcho.” Ele lembrou que a resistência e perseverança do povo gaúcho deve ser tida como exemplo durante todo o ano, e não apenas no mês de setembro. “Precisamos que esta garra e este amor sejam sentidos durante o ano todo para a construção de um futuro melhor.”
Fernanda Fraga, titular da Smcel, falou sobre o trabalho incansável das entidades tradicionalistas na busca por deixar viva a cultura de um povo. “Vocês lutam todos os dias para que a nossa tradição não morra e sabem que podem contar conosco para reforçar este movimento.” Ela desejou que “a Semana Farroupilha seja de muita cultura, tradição e de muito resgate dos valores de família e de amor que o povo gaúcho tem”.
O patrono da Semana Farroupilha de Gravataí Elmar Lopes destacou o empenho dos cavalarianos em buscar a chama. “Eles enfrentaram frio, chuva e calor no lombo do cavalo, para preservar aquilo que Paixão Côrtes teve como ideia que era de preservar a nossa cultura para que ela não fosse dominada por outras.”
Já o coordenador da cavalgada Marçal Peixoto, lembrou que a ação durou um mês. “Foram dias de muito trabalho e de levar um pouco de Gravataí por onde passamos e trazer um pouco de cada um que cruzou o nosso caminho.” Ele comentou que o ato é uma andança cívica e que deve ser feito todos os anos. “Falamos muito que a criança é o futuro, mas para que ela seja um bom futuro, é nossa obrigação mostrar o caminho e isso também passa pelo nosso cultivo às tradições.”
Também estiveram presentes diversos tradicionalistas e patrões de CTGs da cidade, os vereadores Alan Vieira, Mário Peres e Neri Facin, o coordenador da 1ª Região Tradicionalista do MTG Edson Fagundes e secretários do governo Marco Alba, entre outras autoridades.

Comentários