20 toneladas de alimentos obtidos ilegalmente em Cachoeirinha são apreendidos

0
Foto: Polícia Civil

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil apreendeu dezenas de toneladas de alimentos obtidos ilegalmente por uma organização criminosa investigada por estelionato. A ação ocorreu no bairro Vila Anair, em Cachoeirinha, na manhã desta segunda-feira (27), e foi realizada por agentes da 2ª Delegacia de Polícia da cidade.

De acordo com a corporação, os alimentos eram armazenados em depósitos. Segundo o delegado Maurício Barison, as investigações iniciaram no início de 2019, após a compilação de ocorrências, por meio das quais as vítimas relataram como agiam os criminosos.

A organização criminosa é suspeita de utilizar ilegalmente documentos de identificação de empresários para realizar compras de alimentos em grande quantidade, valendo-se do crédito que as vítimas possuíam no mercado. Apurou-se também a fraude contratual de aluguéis de imóveis para servirem de depósito das mercadorias.

“Posteriormente, após conseguirem comprar os objetos, mediante promessa de pagamento e armazenarem a carga em imóveis alugados em nome de terceiros (laranjas), os criminosos ainda se utilizaram de veículos roubados, furtados ou clonados para anunciarem em mercados da região metropolitana os alimentos por preços muito inferiores ao praticado”, relatou o delegado.

A ação demandou esforço dos policiais civis no transporte da carga apreendida. Foram carregados e descarregados cinco caminhões para o transporte da mercadoria. Foram apreendidas, aproximadamente, 17 toneladas de arroz, duas toneladas de feijão, uma tonelada de lentilha e 1 mil litros de refrigerante. Parte das mercadorias já foram devidamente restituídas aos legítimos proprietários. “As investigações prosseguirão com vistas a identificar todos os integrantes da organização criminosa, recuperar mais cargas obtidas por meios ilegais e inibir a prática de delitos na cidade de Cachoeirinha”, concluiu Barison.

Comentários